quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Vamos lá a ver se a gente se entende..ó SIC!

Mas quem manda passar o Dirty Dancing num dia de hoje?? Não sabem que isso é coisa para me deitar abaixo? Ai o caraçassssssssssssss pahhhhh!!

"Me? I'm scared of everything. I'm scared of what I saw, I'm scared of what I did, of who I am, and most of all I'm scared of walking out of this room and never feeling the rest of my whole life the way I feel when I'm with you."

Quando o 2009 é ano para deixar saudades...

Há um ano atras estava mais que desejosa que chegásse o 2009. Precisava que o 2008 se fosse, terminásse rápido. Queria era esquecer aquele último trimestre do ano em que me tinha caído o mundo em cima. E todo o universo também.
Entrei em 2009 sozinha! E soube-me bem! Precisava daquilo. De saber que conseguia passar por algumas coisas sozinha. Que era capaz!
E o 2009 chegou e eu com muita força de o enfrentar. Mas mesmo assim precisava de um estímulo. E o estimulo chegou em Março. E aí sim, 2009 tornou-se no que poderia ser um ano do caraças. É claro que não foi bem assim e que tive alguns maus momentos, muito maus...em todas as áreas. Mas também tive dos outros... dos que me fizeram sorrir, corar, dar gargalhadas, voltar aos 18 anos. Me fizeram re-descobrir um "eu" antigo que andava escondido. E eu gostei de voltar a ser eu. E não quero deixar de o ser, por nada nem por ninguém. Eu gostei de grande parte do meu 2009.
E é por isso que não sei se estou preparada para o deixar partir. Tenho medo do que o 2010 me pode trazer... ou não!

(e vou voltar a passar o ano sozinha (e desta vez não me vai saber assim tão bem)... e infelizmente, como já tinha dito em post anterior, não tenho de todo os melhores amigos do mundo (mas por favor, não enfiem todos a carapuça que em algumas cabeças não serve!)... e tu estás no meu top 3 do "best of  2009"! Pronto. Tá dito!)

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Déjà vu... (ou melancolias de fim de ano)


(O diário de Bridget Jones)
E depois entram os acordes do "all by myself"...
I think of all the friends I've known
When I dial the telephone
Nobody's home

O Sr. Paulo Cardoso é que sabe...

Isto de se estar de férias com a TV ligada na TVI (and yesssss...I´m watching Julia Pinheiro again...don´t ask!) até nem é mau de todo. Ontem foi as borras do café a ditarem um Benfica campeão. Hoje é o Paulo Cardoso ( esse grande senhor dos signos, um bem haja para ele!) a dizer que o leão nascido entre tal e tal vai ter um ano cheio de boas energias e influências positivas, apaixonado (como só o leão sabe ser). Não, não se limita a ser um ano bonzinho. Diz que é BOM! E olhem que este senhor sabe o que diz porque também acertou na parte de: "o leão prefere a qualidade à quantidade"!
Posto isto e com a moral em crescimento*, acho que me vou mimar para o cabeleireiro!

(também disse prá ali qualquer coisa sobre um determinado signo, mas eu nem ouvi muito bem... pareceu-me só que também não seria mau de todo!)

*mas confesso que me faltam as "pazes" do post anterior e ainda estou a acenar com a bandeira!

De bandeira branca na mão...

Podemos viver os últimos 2 dias do ano em paz?

("pazes"?? Diz que sim...)

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Resultado do tal café...

Não foi Nespresso, o que se calhar deturpou os resultados. Mas de facto há marcas ali na chávena. Pareceu-me ver um F e um Y... tou farta de puxar pela cabeça e não sei o que será!
Olha, olha...e agora que observo melhor parece que vejo também o contorno de uma mão...com um dedo no ar?? Será? Hummm...

Não negue à partida uma ciência que desconhece...

Acabo de ouvir na Julia Pinheiro (m e d o! ao que eu cheguei! não me gozem please, que isto hoje não está bom) que há uma Sra. que lê o futuro nas borras do café. E por borras entenda-se as próprias e os restos que ficam na chávena após se beber. Até depois de cada gole de café se vê coisas. Diz que o cappuccino é melhor para previsões porque se bebe numa chávena maior. Diz que pode aparecer letras, frases completas, desenhos, caras...e sabe-se lá mais o quê. Até deu o exemplo do macaco. Se aparecer um macaco quer dizer que anda alguém a saltar de galho para galho!  Posto isto, e como eu ando farta de macacadas, acho que vou beber 3 cafés duplos... a ver se vejo galhos e bananas. Ou coisas afins! 
E será que os lotes especiais dizem coisas melhores que os outros? Pelo sim pelo não...sai um nespresso para o sofá do canto!  (WTF, opá, mas será isto normal?? Cum caraças pah!)

Nota: para 2010, diz que viu no café...que ía haver conflitos no seio da selecção, mas que se íam portar bem porque aparecia um 4... o que quer dizer que ou chegam aos quartos de final ou ficam em quarto lugar no mundial! E no café também viu uma águia a engolir um dragão (GOSTO!). E que o processo casa pia se resolve em Novembro. A ver vamos...

O facebook tem destas coisas... (ou ao sorriso do M.G.! ou a vida é fdd!))

O facebook é um mundo. Trás até nós pessoas que nao víamos há uma década. Aproxima-nos de maneira mais firme e envolvente de quem já fez parte da nossa vida  12 sobre 12 horas (fora noitadas!), durante 4 ou 5 anos. Leva-nos a falar novamente com aquelas pessoas com quem partilhámos grandes momentos de alegria pura e dura, de medo, de tristeza profunda, de copos, cartas, danças, viagens. Junta-nos em jantares que sem facebook seríam ainda mais dificeis de organizar. Põe-nos a par dos seus desejos, das suas ambições, das suas preferências, das suas vidas.
E se muitas vezes, essa partilha no facebook nos deixa contentes... outras há em que nos deixa numa tristeza profunda.

Foi através do facebook que eu soube que o M.G. estava doente porque ele, dono de uma coragem fora de série, resolveu escrever isto no seu mural: "Comienzó la lucha....estoy en plan guerrero con todas las ganas de vencer el cancer".
E fiquei triste. E  perguntei "porquê? e como?"... e pensei "que cena somos da mm idade". E tentei negar a frase do M.. E confesso que pensei que a vida nao vale nada, nem a ponta de um corno. 
E pensei isto até ver as palavras que o M. dirigiu a todos os que comentaram a sua frase. Estas palavras encheram-me a alma. E encheram-me de força para lhe enviar todas as energias positivas que conseguir.

E o M. disse assim: "Obrigado pelas vossas palavras. Sinto-me bastante cansado e peço-vos desculpa por nao poder falar com todos vocês, mas se eu andava desconfiado que tinha os melhores amigos do Mundo, agora nao restam duvidas. Estou animado e luto pela minha vida para voltar a ter os bons momentos que tive com todos vocês. Venceremos juntos esta fatalidade que me aconteceu, mas no final garanto-vos que terao um amigo ainda mais forte. Beijos e abraços a todos vocês, fazem parte da minha vida e historia e continuaremos a partilhar momentos. Os quiero a todos!"

E é por isso que, mesmo não tendo presença "activa e efectiva" na vida actual do M., mas tendo um grande orgulho por fazer parte da sua "história", que lhe digo que sei que vai vencer isto tudo com aquele sorriso nos lábios...o mesmo sorriso que fazia quando saía de uma frequência tramada.
E agora, nao estivesse ele em Madrid, dava-lhe um abraço enorme... daqueles cheios de fé!

Adenda ao post anterior (que foi apagado por motivos que não interessam nem ao menino Jesus!)

E do "odeio-te" ao "se calhar não te odeio assim tanto como eu gostava, como eu queria e como tu merecias" vai um passo demasiado pequeno. E da fúria às lágrimas também...

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

E já são 1000...

Post número 90, 42 dias depois depois do primeiro... 1000 visitas alcançadas! :)  Palmas e vénias para vocês e obrigado por me aturarem! Isto pode parecer tótó e coisa de principiante, mas fico tão contente por me lerem! 

(B., espero que faças parte destas 1000 visitas... porque o blogue foi criado quase a teu pedido... e porque até me serves de inspiração para muito do que tenho escrito!)

Segundo balanço de 2009... mês a mês, música a música.

Porque o meu 2009 dava uma grande banda sonora... e porque a cada música destas associo momentos que não esqueço.

Em Janeiro, I was afraid, I was petrified. Kept thinkin' I could never live without you by my side...

Em Fevereiro, it was a slap in the face how quickly I was replaced and are you thinking of me when you f… her?

Em Março, lost and insecure you found me, you found me lying on the floor...

Em Abril, the way you smile, the way you talk, the way you kiss, the way you love, the way you look, the way you walk, the way you enter to my mind… I want you...

Em Maio, I could make you happy, make your dreams come true, there´s nothing that I wouldn't do, go to the ends of the Earth for you… to make you feel my love...

Em Junho, You're feeling like you've got no place to run, I can be your shelter til it's done We can make this last forever. So please don't stop the rain.

Em Julho, I gotta feelin' that tonight's gonna be a good night...

Em Agosto, wegue wegue wegueeeeeeeeee

Em Setembro, cause you're hot then you're cold, You're yes then you're no, You're in and you're out, You're up and you're down...

Em Outubro, that´s why I´m easy… I´m easy like Sunday morning…

Em Novembro, and I miss you, like the desert miss the rain…

Em Dezembro, I`ll stop the world and melt with you (Because maybe You're gonna be the one that saves me, and after all You're my wonderwall... And I don´t believe that anybody feels the way I do about you now!)

Quando é que sei que estou uma lamechas do pior? ( ou oh God... e fica uma pessoa de férias para isto!)

Quando me deparo com o programa da Fátima Lopes na SIC, fico a ouvir o que por lá se diz e depois choro que nem uma Madalena arrependida.

domingo, 27 de dezembro de 2009

À Neni...

Partilhámos histórias antigas e presentes, sortes e azares, mails e sms. Partilhámos risos, fúrias, fragilidades e aventuras. Nunca nos vimos, mas é bom "conhecê-la" assim. E agora que está prestes a enfrentar um grande desafio, resta-me desejár-lhe uma boa viagem e um 2010 cheio de sorrisos. E lembrá-la que a vida agora até pode parecer injusta, porque é quando menos se espera e se quer que ela nos enche de paz e nos dá oportunidade de sermos felizes 24 sobre 24 horas, mas é para ser vivida sempre "como se não houvesse amanhã"! E com um sorriso e um brilho nos olhos... porque só assim somos felizes! Boa viagem. Beijinho...Vou estar a torcer por ti!

O vício de ti...

E entre sonhos de abóbora e pensamentos perdidos à lareira...


não vou descer, não vou enfrentar
o meu vício de ti não vai passar
e não percebo porque não esmorece
ao que parece o meu corpo não se esquece.
Não me esqueci, não antevi, não adormeci o meu vício de ti


Hoje acordei a pensar nisto... *

Há coisas que sempre me ultrapassaram... mas nos últimos tempos têm sido muitas. Será que sou eu que circulo a baixa velocidade?
Ou será que não é nada disso e que eu até circulo a velocidade normal mas, só para me diminuirem o andamento, me vão puxando o travão de mão devagarinho?
É que tanto puxam, tanto puxam que se arriscam a que eu faça meio peão e fique virada em sentido contrário. E se isso acontecer, muito dificilmente voltarei ao caminho inicial, ao caminho onde estou hoje. E até é um caminho que me tem feito feliz. Eu gosto de circular por lá. E gosto muito até. Mas se me virarem mesmo ao contrário... muito dificilmente terei forças para fazer uma inversão de marcha.

*e se também me deitar a pensar nisto é sinal que temos um problema.

sábado, 26 de dezembro de 2009

Primeiro balanço de 2009, de maio a dezembro...by Facebook!


Eu não sou nenhuma boneca... ok?


Eu não sou nenhuma boneca de porcelana, daquelas que estão sempre na prateleira e que não se podem tocar. Daquelas a quem não se pode dizer nada porque se podem partir. A mim podem dizer-me tudo e de tudo.

Eu não sou nenhuma boneca de fio ou marioneta, daquelas movidas por meio de cordéis presos ao corpo. Daquelas que são "manipuladas" por pessoa oculta atrás de uma tela, num palco de brincar. A mim ninguém me manipula consoante as vontades, ninguém me leva a fazer o que não quero, ninguém me leva a querer o que não desejo. Mas acima de tudo e de qualquer coisa, ninguém me impede de sentir o que sinto, de querer o que quero, de desejar o que desejo. E também ninguém me pode impedir de o dizer, cada vez que me apetece. 

Eu não sou nenhuma boneca de pano, daquelas com cabelos de lã, feitas de remendos cada um de sua cor e que se podem levar para todo o lado sem riscos maiores. Daquelas que se podem deixar cair ao chão porque não se quebram. A mim também me podem deixar cair ao chão... eu levanto-me, sem ajuda, mas cheia de nódoas negras.  

("Mandaste-me vir" para o blogue... como vês sou bem mandada. Deixaste-me cair enquanto eu andava pelas núvens e...magoáste-me, mesmo que não tenha sido com intenção. Doeu sabes? Depois passou a dor e deu lugar à "raiva" que me fez chamar-te muitos nomes, mas que depois também passou e agora resta uma espécie de magoa com sabor a falta de mimo. Não estou zangada, só estou um pouco triste por ter uma nódoa negra. Ah, já agora, também não sou nenhuma boneca insuflável daquelas criadas com o único propósito de levantar a moral das tropas durante a guerra. 
Essas não sentem, não falam, não ouvem, não sonham, não suam, não riem, não lhes brilha os olhos quando dizem "quero-te tanto"... e não sorriem quando te lêem. E também não ficam com nódoas negras quando caiem. E é por isto tudo que eu te digo: Eu não sou nenhuma boneca... ok?


Isto de rever pela terceira vez o "Sexo e a Cidade" e continuar a acreditar que aquele final é possível na vida real... tem muito que se lhe diga. E despertou em mim aquela veia romântica que me faz ficar lamechas e me faz acreditar que nada acontece por acaso.
Posto isto, o melhor é comer mais um chocolatinho a ver se me passa a ansiedade. E ir-me deitar... e, quem sabe, sonhar contigo pela noite fora. 

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

E assim se passa a noite de 25...

O frio e a chuvinha não ajudam; a vontade de me enfiar num café atolado de gente conhecida, com quem não me apetece estar, é zero.
Por isso, hoje é noite de ficar à lareira entre filmes e chavenas de chá... e pensamentos meio perdidos que preferia não ter. Porque há dias em que a minha imaginação teima em me levar longe e pelo caminho que não deve, cheio de curvas e contracurvas... e cheio de "e se...?".  E são muitos os "ses"... e dos maus!

O meu Natal...

Este Natal teve o cheiro dos fritos amassados pela minha avó e do bolo-rei preferido do meu avô. O cheiro das couves cozidas, do arroz doce ainda morno com canela, dos sonhos quentes, do chá de cidreira e do café acabadinho de fazer...
Mais do que todas as canções da época cantadas pela minha avó enquanto estendia a massa ou espalhava açúcar e canela sobre os filhoses, o som deste Natal foi o crepitar e o estalar da lenha na lareira.
Este natal está longe de ser o que já foi, não foi a noite ideal... mas, à nossa maneira, foi boa.
Este Natal está a ser feito de saudades, de memórias... e dos sorrisos que elas nos proporcionam... 

(mas neste Natal também houve o prazer de saber que se deu as prendas "perfeitas" para cada pessoa, de ver olhos brilhantes de excitação enquanto se rasgavam embrulhos e depois receber abracinhos apertados e agradecidos de braços pequeninos... e foi muito bom!)

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Ao Pê, o meu ex.!

O meu ex sempre adorou o Natal. Vibrava com o "dar"... gostava do "receber"! Ficava sempre com aquele ar de menino reguila quando via os embrulhos e tentava adivinhar o que lá estava dentro. Era bom dar-lhe prendas... gostava de tudo, sorria a tudo! Só passamos uma véspera de Natal juntos. Mas nos outros anos, no dia 25 à hora de almoço, lá aparecia ele já com as coisas novas vestidas... a brincar com novos brinquedos....e a contar como tinha sido a noite!

Em 11 anos, é o primeiro Natal que não lhe vou dar um presente. E é o segundo Natal em que lhe enviarei um sms em vez de lhe dizer "bom Natal" pessoalmente (mentira...o ano passado ainda houve telefonema para além da sms. Mas este ano não vai haver, é melhor não haver...e that´s just the way it is!).

"Pê... sei que vais ter o Natal que sempre quiseste, na tua casa nova, rodeado dos teus de sempre e dos teus de agora. Sei que estás feliz com isso. E com a tua vida. E eu fico feliz por ti. Bom Natal!"

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

...

E agora, assim de repente e vindo sabe-se lá de onde, deu-me um ataque de saudades tuas! Dos fortes. Dos que arrepiam. Dos que fazem recordar e sonhar acordada. Dos que fazem sorrir. E depois fazem pensar. Sim B., agora enchia-te de mimos a ti!  E a seguir ao das saudades, veio o ataque do medo... medo que tenhas de ir para onde não queres. E eu também não quero que vás. É que mesmo "não te tendo"... tenho medo de ficar sem ti.

A saga continua, mas vou-me afastar das montras como o diabo se afasta da cruz!

E quando uma pessoa pensa que está livre das compras... eis que surge mais uma. Desta vez para papai dar a mamãe. E sobrou para quem? Para mim, claro! "Ah e tal...tu até gostas de andar às compras, faz lá isso ao pai!"... e como sou boa filha, e pelo sim pelo não, disse-lhe que sim!

E eu que tento a todo o custo afastár-me das lojas para não cometer loucuras, lá terei de me ir enfiar na confusão outra vez. Mas vou encher-me de "consciência" e não vou comprar nada para mim! Nadinha de nada! Tenho-me mimado tanto... que o estrago no extracto já deve ser coisa para me dar tonturas e dor de cabeça! Mas que culpa tenho eu de precisar impreterivelmente das coisas que tenho visto? E quem manda haver o meu tamanho? É que assim torna-se difícil não me estragar com mimos!


terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Vou só ali comprar uma Barbie e volto já...

Até os pés mais pequeninos merecem Louboutins!

(e eu que tenho um pé delicado, esguio, pequeno... como uma boneca... TAMBÉM MEREÇO!Ah pois mereço! Sim, estou com inveja da Barbie! Muita!)

Post dedicado aos Srs. das Finanças e da Zon...

Srs das Finanças que amavelmente resolveram escrever-me agora: ok, o IVA devolvia-se até ao dia 15 de Novembro...ok, o dia 15 acabou às 23h59m...até aqui estamos de acordo! A pergunta que se impõe agora é: se quem o devolve às 00h22m, ou seja, com 23 minutos de atraso, tem de pagar uma coima de 125€...quanto pagam aqueles que se atrasam trimestres completos? A quanto está o minuto de atraso? E não me digam que todos pagam o mesmo, porque eu sou menina para vos mandar para um certo sítio pouco católico e nesta altura do ano é coisa para vos deixar com mais azia que as filhoses gordurosas!

Srs da Zon que só me escrevem para mandar a bela da conta mensal: onde raio anda o cheque de 39,90€ que, segundo a menina Zon, há um mês já me tinha sido enviado para casa e que afinal ao que parece nem há registos dessa situação? Sabem a que é que me cheira isto? A livro de reclamações.

E de mim para vocês não há votos de Bom Natal!


E por mim quase que já podia ser dia 24...

Depois de ter andado no Colombo durante 4h28m (sim, fechei-o, tipo carro vassoura!), sem qualquer paragem, afrontada com o calor, de saltos altos e mais carregada que uma mula em dia de feira... o resultado foi este:

Tudo comprado... quase tudo embrulhado!

[já vos disse que a loja da Disney é do melhor que há? safei-me por lá tão bem que estou prestes a iniciar um movimento no facebook tipo "torna-te fã da loja Disney do Colombo"! e sim, hoje andei mesmo a carregar com 96% destes sacos (os 4% doutros dias são os presentes pequenos!); não foi de todo uma tarefa fácil principalmente, e como se não bastásse aqueles corredores estarem à pinha, porque a minha mãe querida resolveu ligar-me uma data de vezes (??), o que implicou concentrar numa só mão a carga toda. Tenho cá para mim que estou combalida de um lado. Desequilibrada até. Voltaren houvesse aqui por casa, voltaren se esfregaria no bracinho!]

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

A divisão dos bens... cenas da vida do estaminé - take 2 (sendo que o take 1 é o post abaixo!)

O cesto do Pequeno Chefe dividiu-se... o outro nem por isso (ainda!)! Posto isto, ganhei um paio e um queijo. Nada mau, pensam vocês! E pensam bem! Um paio porque dentro do cabaz havia para cima de uns 4! Um queijo porque havia 2 e porque a minha querida C. abdicou de ficar com um para poder ficar eu! Aguarda-se ainda a todo o instante mais um momento alto na vida do estaminé com a divisão do outro, mas lamento não poder ficar para ver porque a minha vida não é isto e ainda tenho que me ir enfiar num shopping qualquer. Eu, a Kitty, o Faísa Mcqueen... quem sabe até o Homem Aranha... pespectiva-se mais uma grande noite na minha vida!

Nota com um certo grau de importância relativa: o problema aqui não é quem fica com o quê... é a atitude de quem reparte. Mas pronto, isto cada um sabe de si, a vida custa a todos e afinal quem parte e reparte e não fica com a melhor parte...ou é tolo ou não tem arte! C., minha linda, amanhã trago-te o docinho de tomate caseirinho... do bom! SÓ PARA TI!

Hoje é dia de cabaz...



Todos os anos o Sr. Presidente X. da Câmara Municipal Y. (um grande bem haja ao Sr. e um bom Natal também para ele!) presenteia o estaminé (leia-se o Grande Chefe) com 1 cabaz destes (acrescentem-lhe o pão, os bolos, o azeite, o mel e o queijo e fica tal e qual!). E todos os anos se repete a história da divisão do dito cujo por toda a equipa (leia-se 5 ou 6 gatos pingados). Divisão que já se sabe como é feita: "ah e tal, escolham lá o q querem levar... eu e a outra-pessoa-mais-importante-a-seguir-a-mim ficamos com x, y, z, w, r, v (tudo elevado ao quadrado)... mas tirem à vontade senão estraga-se (leia-se "epá, levem o pão que eu não o quero... ah, e os fritos também... levem isso"). Todos os anos, depois desta cena, há gargalhadas à custa da fuçanguice dos "Grandes"! Ora bem, hoje chegaram não 1, mas 2 cabazes... iguais, enormes. Tudo em dose dupla, o que muda tudo! Um para Grande Chefe e outro para Pequeno Chefe. O que acontecerá este ano? Será dia da história da divisão dos pães, e só dos pães obviamente, se repetir? Ou haverá mais qualquer coisa para os acompanhar? Aposto na continuação da funçanguice. Há que manter a tradição... e estaminé sem isso não é estaminé!
A aguardar desenvolvimentos e cenas do próximo episódio.

domingo, 20 de dezembro de 2009

A imagem que se impõe depois da vitória!


Benfica eu sou de coração
Benfica até debaixo de água
Quem disser mal do clube campeão
Ou é de inveja... ou é de mágoa!

Às 20 horas...

E com o aproximar das horas começa-me a dar um "bichinho carpinteiro". Há anos que não falho um Benfica-porto na Luz! Anos! E cada vez que penso que este ano não vou, logo este ano que temos vantagem pontual, temos Jesus e temos equipa, até se me arrepia a alma! Pelo jogo, pela festa, pelo espírito, pelas palmas e assobios... era aqui que eu queria estar às 20h... de cachecol vermelho e branco ao pescoço, mesmo com frio, muitoooo frio... 


(ainda estou para descobrir porque é que não vou estar...)

Há dias assim...

Ontem acabou por ser um bom final de dia:
4 prendas compradas, 6 por comprar (isto se não me falha a memória!), um "jantar" com a companhia ideal, sorrisos, gargalhadas, maos dadas e abraços mais-que-perfeitos.  

Hoje o dia está a começar bem:
Pequeno-almoço bom, sms no telémovel, a campaínha da porta que virou música para os meus ouvidos, sorriso na cara, conversa, mais sorrisos cúmplices, um beijo com sabor a "nós". Tudo rápido porque tem de ser. Tudo rápido porque o tempo é curto. E é agora que eu me repito e digo que os kms são os meus ódios de estimação. 
A tarde será de compras, e até tenho cá para mim que hoje tudo me vai parecer  muito mais bonitinho que ontem... até as filas para os embrulhos!

Não sei como vai acabar este dia... mas uma coisa é certa, tão bem como começou é ímpossivel. O universo pode-se esforçar por me mostrar o contrário, mas duvido que consiga. Mesmo que o meu Benfica arrase e arrume o FCP com um 3-0... nem assim! (bem, 3 não...mas 4 ja me faria equilibrar a balança do início e do fim do dia!)

sábado, 19 de dezembro de 2009

Wish me luck...

E assim se vai passar esta tarde... num centro comercial qualquer a transbordar de gente em busca dos presentes perfeitos. Sem lista, sem ideias, sem imaginação e com uma pequena neura a ajudar. Pura das loucuras. É quase uma missão impossível, suicida talvez! Sim, acho que vou temer pela vida dentro de algumas lojas! (ainda para mais já esta tudo muito escolhido, imagine-se que ja nem na Hussel havia destes candy canes! É a crise...)



E quando se acorda assim a um sábado é sinal de...? *


* desilusão...
(com as pessoas e com a vida)

Eu e os jantares de Natal...

Esta sexta deve ser a noite com mais concentração de jantares por metro quadrado em Lisboa e em todo o Portugal! (digo eu com invejinha deste ano ainda não ter tido nenhum!)
Olha, cá por falar nisso... este ano não houve jantar da malta do "job 2006/2007"! Porque será? Bem, agora que penso nisso, arrisco-me a dizer que se calhar, mas só se calhar, nao aconteceu porque ninguém se deu ao trabalho de organizar. E por ninguém entenda-se "os de sempre"! Não houve mails a circular? Pois... é assim a vidinha e não podemos ser sempre os mesmos a mexer-nos! (ironic mode).


Mas tenho pena de não ter havido... porque tenho saudades vossas e de me rir à grande com os "disparates" do passado!

Valeu-me o almocinho bom com a Mónica... a resistente dessa bela altura! ;).

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Meus amigos.... não se incomodem!

Queridos amigos que me acompanham (ou melhor, acompanharam) durante mais de uma década...

Eu gosto de vocês e tal, mas NÃO se incomodem a mandar-me sms de Bom Natal. Nem se incomodem a desejar-me um Bom Natal quando e se nos cruzármos no sítio do costume durante a época festiva. Cumprimentem-me... mas sem frases do género "andas desaparecida...estás boa?" ou "nunca mais disseste nada..." ou " há muito tempo que não nos vemos, tu também não tens dito nada... é a vida, sempre de uma lado para o outro, não é". Cumprimentem-me, falem comigo mas sem perguntar como estou, o que tenho feito e como vão as coisas. Porque se vocês se atreverem a perguntar eu vou ter de vos responder como merecem. E nem ser Natal vos salva disso. Depois lá vão vocês dizer que eu tenho um feitio do caraças ou "esquece lá isso". E eu até gosto de vocês.
Alguns de vocês até me vêem online todos os dias e são incapazes de perguntar como estou, de se interessarem (se estou online é porque estou viva, não é? e isso é q preciso!). E quando o fazem é porque "ali há gato", porque querem saber novidades, querem ter novidades para contar aos outros porque a vossa vida insonsa não vos chega! Farta de hipocrisias ando eu. Cansei-me desse vosso conceito estranho de amizade.

Por isso, poupem-me às vossas sms melosas e até às lagrimazitas ao canto do olho próprias da época. E não me deêm abraços nem me passem a mão pelo cabelo. É demasiado intímo... e isso é coisa que já la vai!

(nota importante: este post não é para todos; há situações e situações; tem dois pesos e duas medidas. Porque há aquelas pessoas que não dizem nada ou muito pouco, mas eu sei que vão estar sempre ali, mesmo sem serem presença habitual, sem serem assíduas em telefonemas, convites ou cafés de horas como noutros tempos... mas a essas sei eu que é a vida que não lhes permite, embora eu também acho que pudessem fazer mais "nas horas vagas"!)

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Quando é que me apercebo verdadeiramente da falta que me faz um homem em casa?

  1. quando as lâmpadas dos focos embutidos no tecto começam a fundir e já só restam 3 luzes das 8 originais.
  2. quando a tampa dos frascos do tal doce, que me apetecia mesmo barrar numa torradita, não descola nem à lei da bala.
  3. quando hà um tremor de terra à noite que me assusta e não há ninguém ali do lado que me diga "cala-te e dorme!" e depois me dê a mão!

E por falar em sismo... afinal foi 6.1! E eu, hoje mais a seco, sinto-me chocada com a minha reação ao mesmo... "ai que está a tremer, ai, ai...e agora? Faço o quê? Eu sabia que ja devia ter um "survivor kit" preparado... onde está o tlm? Calma A. e respira fundo que isto já passa"... mas sem nunca mexer o rabo daquele sofá. Qual ombreira das portas, qual quê! Ali, tal e qual uma estátua. Depois lá passou a tremedeira, mas eu continuei lá petrificada, de olhos, cheios de lágrimas, postos no Facebook e na TV... à espera que alguém desse notícias. Resumindo, acho que se o epicentro tivesse sido mais perto de terra e tivesse sido tudo pior... me tinha ido desta para melhor.

M E D O

Alguém sentiu o tremor de terra?

Zona: Grande Lisboa
Hora:1h39m
Duração: uns bons 10 segundos ou até mais, mas que me pareceram meia-hora.
Intensidade: até um barulho tipo camião Tir a andar fez...e deu para abanar bem o sofá (e o meu sofá até é pesadote!)
Sensação durante e após o "qué isto? fdx, é um tremor de terra!": má, muito má; lagrima a querer cair; receio; medinho; coisa para nao me deixar dormir hoje em condições. (sou maricas com estas coisas... e então?)

(Em jeito de actualização de post: magnitude 5,7. Alta, muito alta!)

Um dia... canso-me.

Um dia deixo de ser assim contigo.
Um dia deixo de te dizer as coisas que te digo.
Um dia deixo de sentir as coisas que me fazes sentir.
Um dia deixo de te fazer sentir as coisas que te faço sentir.
Um dia deixo de te fazer sorrir.
Um dia deixo de me rir contigo.
Um dia deixo de te ouvir.
Um dia deixo de te dizer "era aqui e agora".
Um dia deixo de te dizer que te quero.
Um dia deixo de te querer.
Um dia deixo de te mandar sms.
Um dia deixo de te responder.
Um dia deixo de te abrir o portão.
Um dia deixo-te a falar sozinho.
Um dia deixo de te chamar nomes.
Um dia deixo de te dizer "estou por aqui, vem cá ter".
Um dia deixo de te falar ao ouvido.
Um dia deixo de te dizer que sim.
Um dia deixo de ter saudades tuas.
Um dia deixo de me lembrar de ti com um sorriso e um suspiro.
Um dia apago todas as msg´s e conversas que tivemos.
Um dia apago o teu cheiro da minha memória.
Um dia deixo-te ir sem te pedir "não vás".

E um dia... um dia hás-de querer e não hás-de ter. (E tu agora dizias, como ja o disseste "é o mais provavel de acontecer, não é? Eu sei que é". E eu limitava-me a responder-te "é...OU NÃO!").

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

O mastrogate de Paredes! ( ou o tuga com a mania das grandezas...)

Deverá ser uma das maiores bandeiras portuguesas do Mundo a ser içada, quase tão alta como o monumento do Cristo-Rei, em Lisboa, e com mais 25 metros do que a Torre dos Clérigos, no Porto. O mastro com cem metros será MAIOR que o Big Ben, em Londres, e a bandeira terá 25 por 16 metros.

Diz o Presidente da Câmara: "São cerca de três mil metros quadrados de área envolvente, onde quer que seja construído esse monumento. Embora ainda não esteja escolhido o local, deverá ser num sítio alto. Pelo tamanho do mastro, a bandeira içada em Paredes poderá ser avistada de Braga ou até de Aveiro. Este monumento permite georreferenciar o concelho de Paredes".

Diz a oposição ao Sr.: "Se ao menos o mastro servisse para detectar fogos nas matas, ainda poderíamos questionar o sentido desse custo".

Digo eu: O custo é de 1.000.000 M€ (agora por extenso para se perceber bem: um milhão de euros!) para 100 metros de mastro! Logo, 10.000€ o metro. Isto fora a bandeira, que com aquele tamanho é coisa também para custar uns trocos valentes. 
Mas é um bom investimento autárquico. Eu fico contente por pagar impostos e eles servirem para estas coisas jeitosas de fazer inveja à Europa e ao Mundo! Ora tomem lá ó bifes, TUNGAAAAS! 6 palavras para vocês: mais alto que o Big Ben. Não dá as horas? E atão, quem quer saber disso? Acertem as horas pelos telejornais que assim não há perigos de torcicolos no momento de dar corda aos relógios. O importante é ser a MAIOR DE TODAS, e grande ao ponto de dar uma bela sombra no verão... e que se avista a muitos kms. Pessoal de Aveiro e Braga, cheios de sorte hããã? Em dias de céu limpo até Coimbra a deve ver... a agitar-se no ar e a esfarripar-se com o vento!
Olha, quem havia de ficar contente com isto era o Scolari!

E os outros munícipios que não se fiquem atrás disto... mais ideias destas são precisas ao país! Toca a pensarem! Haja brio concelhio! Ate se podia fazer um concurso...ãh, que me dizem? 

E não é que fiquei agastada com isto??! Serei só eu que acho isto uma total falta de bom senso, para não dizer uma doideira do ca*****???


Estou mesmo convencida disto...


(ou em bom português, F#*%&&E!)

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

E agora estou assim...


... alma fria em corpo gelado. E não gosto.

Constatação das 6h da tarde....

Mensagem a todos os que dizem que o "frio é psicológico": TENHAM JUÍZO! (há por aí alguma entidade divina que ilumine estes seres!?!)

E é Natal no estaminé laboral...

Da árvore à entrada do edíficio nada a dizer... simples, bonitinha, diferente, natural, uniformemente colorida! Com bom gosto!

O pior é o "mausoléu" aqui à minha porta. Tem quadrinhos na parede, tem coroas feitas de jornais, tem rolhas de cortiça pintadas de dourado, tem embrulhinhos, tem arranjos, tem as embalagens de mon-chérie e ferrero rocher vazias-mas-a-dar-o-ar-que-estão-cheias, tem bloquinhos, tem Cd´s pendurados em fitas, tem lacinhos... No fundo, mas mesmo lá no fundinho, são ideias de decoração de modo a aproveitar materiais já usados! Diz que é " O Natal e a reciclagem".
Se está bonito? Não! Se mais valia não estar ali, nem em lado nenhum? Sim! Se alguém é pago para fazer esta obra prima? Pelos vistos sim! Se tem bom gosto? Definitivamente não!

Mas esta gente não tem mais o que fazer? Mas querem parar de inventar? WTF? Se não querem trabalhar "a sério" que arranjem uma farmville no facebook para lhes ocupar o tempo. Joguem o jogo novo na net do Berlusconi... ou às copas! Façam malha (olha, botinhas de lá e mantinhas dão sempre jeito agora que o frio aperta). Bordem panos da loiça a ponto cruz. Renda de bilros. Pintem unhas. Costurem. Epá, façam o que quiserem, mas parem de fazer "exposições" destas à porta da minha sala que isto é coisa para me deixar envorgonhada e me dar cabo do prestigío.
E é nestas alturas que me apetece escrever um letreiro bem grande a dizer "nós aqui, os de dentro da sala, não temos nada a ver com o q se passa aí fora!". Ou vá... uma comunicação interna, que é coisa para chegar a mais olhos... (se calhar ainda atrai visitantes doutros pisos, querem lá ver que ainda posso lucrar com isto?)
Amanha ilustrarei este cenário com fotos. Não, não vos vou poupar a isso! Porque o Natal é para ser vivido por todos... até este!

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

O Joao Pestana...

E na casa do lado ouvia-se agora o "vem que eu vou-te ensinar", do DVD do Panda! Para quem não sabe é qualquer coisa do tipo: "mão direita à frente, mao direita atrás, mao direita á frente e mexendo sem parar, roda, roda, roda e não saias do lugar...vem que eu vou-te ensinar!".
Não é um mau som, tem ritmo, os miúdos adoram (estes do lado até batem palmas!) mas levou-me a recordar com um sorriso, e muita saudade, a música que supostamente me adormecia. Quem se lembra disto?



E a modos que é assim...

A febre só se foi embora hoje. Um fim de semana inteiro a sentir ora calor, ora frio. Um desassossego que só visto. Descobri que os meus melhores amigos são os "benurons" (sad but true!). [por falar nisso, um dia faço um post sobre os "my old friends"... um dia quando me conseguir abstrair de muita coisa. Hoje não é o dia. Mas para nao correr o risco de estar já a ferir alguém, é obvio que há algumas pessoas de sempre, mas poucas, que nao se vão nunca enquadrar nesse tal post! ;)]

Ainda que nao me sinta a 90%, e mesmo com aquele frio todo que diz que vai estar (e que eu adoro!!) amanha lá regressarei ao trabalho, sem vontade, sem saudade e, acima de tudo, sem paciência... para o mesmo ritmo, para as mesmas conversas, para tudo e para nada!

E tenho a leve impressão que a febre me levou a inspiração para escrever... ou será mesmo a minha vida que está assim uma bostinha e que nem no blogue consigo dizer nada com pés e cabeça?

sábado, 12 de dezembro de 2009

E agora assobiem e digam mal dele...*

Um empate idiota para quem está habituado a dar de 3 para cima. Mas enfim. Mais vale um ponto na mão  do que 3 a voar! Só passei para dizer isto.



*...que isso fica-vos muito bem, não haja dúvida!!

Eu e as saudades...

Quando é que sabemos que estamos com saudades? Quando nos aconchegamos com a mantinha no sofá... e de repente começamos a sentir o cheiro dele...

E o que fazemos depois? Deixamos cair as lágrimas... e desligamos o telemóvel (para não caírmos na tentação)!


sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Eu e o Natal...

Quantos dias faltam para o Natal? 12
Quantas prendas já comprei? 0
Quantas ideias " praticáveis" tenho em mente? 0
Quantas ideias "mágicas" ja imaginei? 1 [se eu pudesse fazia nevar nessa noite... e acredito que seria a prenda mais fantástica de sempre para muitas pessoas! Aquela que nunca se esquece...]

Nós... sem tirar nem pôr...

Para ti,

"Tu olhas para uma pessoa, uma pessoa que sabes que não é uma pessoa qualquer, porque o teu olhar fixa-se nela e quando ela olha para ti e sente o mesmo que tu, sentes que alguma coisa vai acontecer. Não sabes nada ainda, mas intuis, intuis com os teus sentidos, com o teu corpo e às vezes com o teu coração que aquela pessoa pode ter qualquer coisa para te dar, que não sabes o que é, mas sabes que um dia vais descobrir e que esse dia pode ser nesse momento, e é então que tiras os dados do bolso e os lanças para cima da mesa.

Quando nos interessamos por alguém, nunca sabemos no que vai dar. Lançamos os dados como quem os deixa cair quase por acaso e muitas vezes nem queremos saber quanto deram: um e um, dois e quatro, três e três, cinco e dois, é sempre um mistério, porque a sorte também manda na vida, manda mais do que queríamos e menos do que gostávamos, por isso desconfiamos dela sempre que nos é favorável, mas aceitamos as suas traições como a ordem natural das coisas, por mais absurdas que sejam.

Os dados caíram quando levantaste o copo e eu vi no chão seis e seis, vi-te a apanhar os dados e a rir, ouvi a tua voz e quando começámos a conversar, percebi que os dados estavam certos.

Eu gosto do teu humor, da tua música, da tua forma de olhar para o mundo, dos passeios no paredão ao anoitecer e da forma como te divertes com tudo o que te rodeia. E tu gostas da minha alegria de viver, do meu feitio, dos meus silêncios, de eu dizer sempre tudo o que penso, sinto e quero, mesmo quando não estás preparado para me ouvir. Eu gosto de ser "assim" contigo. E tu gostas de ser "assim" comigo. Gostamos de tudo um no outro.

Eu gosto de te conhecer e de te perceber, porque és diferente dos outros homens e tu gostas que eu te entenda melhor do que todas as mulheres. E gostamos de estar um com o outro; na rua, em casa, com amigos, sem amigos, com sono, sem sono, mas sempre perto quando estamos perto, mesmo que fiquemos longe quando nos afastamos.

Acredito que todos temos direito a ter sorte e que, quando alguém aparece na nossa vida de repente, ou é porque nos vai fazer bem ou é porque nos pode fazer mal. E eu vi-te com bons olhos desde o primeiro momento, achei que me ias ajudar a limpar aquela tristeza, que a tua entrada de rompante na minha vida seria como um bálsamo, uma música perfeita e harmoniosa, um dia ao sol, ou uma noite em branco, daquelas que nos fazem pensar que a vida está cheia de surpresas boas e que vale mesmo a pena estar vivo, só para as saborear.

Tu foste e és tudo isto; entre nós não há pesos nem amarras e o silêncio não quer dizer ausência, apesar da ausência reinar nos nossos dias. E acima de tudo, somos amigos... dos bons.

Quando lançamos os dados, nunca sabemos no que vai dar; tu podias ser um assassino encapotado e eu uma neurótica disfarçada, mas tivemos sorte, porque somos duas pessoas normais, com coração, e dois ou três princípios que nos fazem estar bem com a vida e com os outros, connosco próprios e um com o outro.

Só tenho pena de não ser dona do tempo, porque houve momentos que, se pudesse, teria vivido mais vezes ou mais devagar, como quem saboreia um capuccino, ao fim da tarde, junto à praia. E como escrever é a melhor forma de falar sem ser interrompido, digo-te agora e sem rodeios, fica comigo mais uma vez, vem rir do mundo e adormecer nos meus braços, abrir o teu coração e sonhar acordado, vem ter comigo hoje, porque eu quero lançar outra vez os dados e aposto que vai dar seis e seis outra vez, porque os dados nunca se enganam e a amizade é o amor sem preço e sem prazo de validade."
 
adaptação (pouca!) de "seis e seis", Margarida Rebelo Pinto
 
(E isto fomos e somos nós, sem tirar nem pôr. Qualquer semelhança com a vida real é pura coincidência... mas não está a "nossa" história cheia delas, B. :)?)

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

A febre e os mimos...

Febre: resposta imunológica própria do organismo contra algum mal.

Diz que é bom ter febre... mas a mim tem a capacidade de me tirar as forças e a vontade de tudo e é como se tivesse 300 kgs em cima. Diz que se for até aos 38,5º nem se devia tomar nada.
Digo eu a isto: sim, sim... não tomo nada e vou esperar que passe... e até lá, que me continuem a passar camiões tir por cima... na boa! (e saíem mais 2 benurons para o sofá do canto, sff!!)




E porque a febre também me deixa "mimalhas"...
Agora queria ser criança, queria a canja da mãe... e queria colinho!

Viva, mas em delírio febril...

A culpa é da febre! E dos benurons ainda não terem feito o seu serviço! E da insónia que aqui mora e me faz pensar sobre...


"You give me fever
When you kiss me
Fever when you hold me tight
Fever
In the morning
Fever all through the night"


(não era muito menos maçador se a minha febre fosse desta "estirpe"?)

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Update ao ponto 2 do último post...

"Sinto-me adoentada" = 37,9º de febre.

Gente que me lê: se no espaço de 2h30m não escrever mais nada... é porque me deu práqui um fanico! Nesse caso, tomem providências sim?

Ideias soltas...

  1. Nos últimos 24 minutos, no jornal da SIC, só se ouviu falar de esfaqueamentos, tiros e agressões! 2 casos de divórcios e um de bullying numa escola! Seguiu-se o tráfico de droga, com um julgamento de um homícidio devido a um acidente pelo meio! Ora vamos la  a ver uma coisa (que é como quem diz WTF)!: mas que raio se passa neste país!??
  2. Quando é que eu sei que estou adoentada? Quando conduzo tão devarinho, mas tão devagarinho...que até a mim me faz impressão!
  3. Serei só eu que, sempre que vejo nevoeiro, me lembro do D. Sebastião?

Algum médico na sala??

Ontem a neura a subir por mim acima... hoje uma gripe/constipação/whatever a manifestar-se de igual forma! Digo eu que não sou médica. Mas que me dói  bem aqui  do ladinho do rim direito...dói (e não andei a fazer contorcionismos, pelo menos nos últimos 4 dias)! Tenho frio (apesar de ja ter adquirido, nessa bela instituição que é o Minipreço, um fantastico aquecedor por menos de 8 euros!). E também tenho os olhos pesados (ou de carneiro mal morto, como diz o povo, mas se calhar é só sono)!

Ora bem, algum(a) Doutor(a) a ler-me? Prognósticos precisam-se!

Back to work...

Estou de volta ao trabalho depois de 12 dias consecutivos de dolce fare niente!

Se ja me arrependi de não ter posto férias nestes 3 dias que faltam para acabar a semana? JÁ!

Se parece que ja estou a trabalhar há 11 horas sem interrupções nem pausas "kit kat"? PARECE!

Se o meu sofá, a minha mantinha e a minha TV estão a sentir a minha falta? CERTAMENTE!

Se alguma coisa mudou no estaminé nestes dias de ausência? NÃO!

Same shit, different days...e isso é que me lixa verdadeiramente e me tira a vontade toda!

E a imagem que se impõem é esta. E tenho cá para mim que mais adequada...não há!

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Breath in, breath out... diz q costuma resultar!

Simmmm...mais um post! E então? Há algum regulamento da blogosfera que limite o número de post diários? O blogue é meu, logo escrevo tantos post quantos eu quiser! Porque enquanto escrevo aqui não escrevo noutro lado.

Infelizmente, não tenho nada para dizer. (no tal "outro lado" só seriam para cima de 600 caracteres!)

Podia mostrar a minha inteligência e falar sobre a cimeira do Ambiente em Copenhaga, mas não me apetece. E eles tb têm um blogue muito jeitoso, muito informativo... vão lá ver se quiserem saber o que por lá se passa!

Podia falar dos pedidos de amizade do facebook que não aceito porque não quero (nem à primeira, nem à segunda, nem à terceira tentativa! Mas lá por termos jogado Uno online temos de ser amigos? Não me parece. Ganhem juízo!), mas também não é coisa que me mereça perder tempo.

Não me apetece falar de nada. A verdade é essa!
Parece-vos que estou com a neura a subir por mim acima? Can you feel it? Então, parece-vos bem!

E agora sim, posso deixar de escrever que já me passaram os ímpetos de cair em tentação, agarrar-me ao telemovel e fazer asneira! (ou não...)



Ao que uma mulher chega...!

Não consigo entrar na Farmville... e apetecia-me semear!
Não me apetece fazer jantar... e tenho fome!
Nao quero mandar nenhuma sms... mas já a escrevi!

E aqui estou eu, a ver o jogo do Porto... só para ver o Mister Quique e ter alguma alegria neste dia! 

É quase caso para dizer: "Que sorte malvada...que vida desgraçada (ai ai ai ai!)". Mas fico-me pelo quase!

Hoje estou assim...

... num marasmo que dói! Eu, o sofá, a mantinha e a Fox Life! E a Fox Life confesso que só está aqui a fazer figura de corpo presente. Nem séries me apetece ver. Se calhar também ajuda ser tudo episódios repetidos. Que pasmaceira!

Acho que vou aproveitar para experimentar a minha última aquisição...



... e pode ser que assim "algum" principe apareça pelo palácio!!


segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Sobre os ídolos - take 2

Não achei legal! Não achei pronto, o que é que vocês querem! Fiquei agastada! Mandar o André embora? O "meu" André (ver post "sobre os idolos - take 1")? Assim, sem mais nem menos? Sem apelo nem agravo? Então mas o rapaz nao era música da cabeça aos pés? Não era artista?
Olha que este júri também me saíu uma bela encomenda... E tenho dito! E só não dou ínicio a um manisfesto...porque o André, boa onda, não iría querer isso!

2010 está a compor-se a olhos vistos...

Muse no Rock in Rio! Pearl Jam no Optimus Alive! U2 em Coimbra! Até agora, muito jeitoso, muito composto!

Venham mais notícias destas! Porque estas sim... são boas notícias... e são música para os meus ouvidos de princesa! Coldplay... não percebo porque ainda nao ouvi este nome... aguardo pacientemente! Sim... porque eu também sei ser paciente! (ao contrário do que uns e outros possam pensar!)

A kind of magic...* ( ou duvidas houvesse acerca da questão!; ou até está escrito nos astros!)

" Tesão, seu nome é Leão! O leonino costuma ser intenso em tudo o que faz. Para ele, nada é morno, não existe meio-termo. É só piscar aquela luzinha da atracção que o leonino perde o rumo e não pensa em outra coisa enquanto não saciar seus desejos. Mas faz tudo com muito charme, cheio de galanteios e gentilezas. Regido pelo Sol, é quente, vigoroso e quase insaciável. Generoso e altruísta, orgulha-se de ser bom amante. A qualidade de seu desempenho acaba sendo o melhor termômetro da intensidade da paixão..."

Leão tem Atracção Fatal por: Aquário. Completa e imediata, que só o tempo pode diminuir.

E agora, o outro lado da moeda...**
Aquário tem Atracção Fatal por: Leão. Ao lado dos nativos desse signo, é possível ser feliz, sem a sensação angustiante de sufoco ou dependência. :p



* opá, olha q ele há coisas do demónio, nao achas B.?
** ora toma lá que é para nao seres parvo, read and learn!

Hoje estou assim...

Faz dias que acordo sobressaltada, sem saber onde estou. Assustada até. Sem sonhos maus pela noite dentro, sem quedas repentinas. Nada disso. Só a sensação de não saber onde estou. Começo a desconfiar que isto quer dizer alguma coisa.

...e depois, surgem todas as outras sensações que vêm a reboque dessa e me deixam assim...perdida entre coisas que não devo fazer e pensamentos que não quero ter.




domingo, 6 de dezembro de 2009

Sabes que sim... (ou lamechisses de um domingo chuvoso!)



I’ll stop the world and melt with you
You’ve seen the difference and it’s getting better all the time
There’s nothing you and I won’t do
I’ll stop the world and melt with you  

O mistério dos comentários desaparecidos...

Ora vamos lá a ver: para onde foram alguns dos meus, ou melhor, dos vossos comentários, num dia de chuva como o de hoje? Faltam-me alguns! Que eu sei que sim!

(ao meu primeiro seguidor, Everybody´s Changing: bem vindo (a)!!! (e agora deviam cair confettis e soar aplausos, lol)... sei que escreveste um comentário, eu li e publiquei...mas sabe-la lá como, porquê e para onde é que o dito foi! Se não for pedir muito, manda outra vez! Beijinhos)

sábado, 5 de dezembro de 2009

Mixed feelings...(ou vá la uma pessoa perceber esta cabecinha!)




Ontem foi isto... "you electrify my life..."









Agora é isto... "this sweet madness...this glorious sadness...". (sinto-te a falta...e a culpa é toda tua!)

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Sou assim*... e depois???


In repeat mode... a ver se me esqueço que Janeiro é já daqui a 27 dias! (esta minha mania de pensar demais e sofrer na antecipação por causa de coisas que ainda nem sei se vão acontecer...tem de acabar! Vai ser uma resolução para 2010! Ai vai vai...

("ah e tal, nao vale a pena sofreres por antecipação, o que for será"...dizia eu ontem numa sms! É, é isso tudo... isso e aterrar-me agora um alien mascarado de Brad Pitt ali na varanda! Olha, faz o que eu digo, não faças o que eu faço!) 

* Def. "assim": parva que dói!

Adenda ao post anterior (ou tanta coisa boa para pensar e eu a atrofiar com...)

Voltei para dizer que há sempre um "mas" em todos os sorrisos...
A palavra Angola, por razões que nada têm a ver com o grande Mantorras, não me sai da cabeça! Quantos kms são daqui a Angola? (já se sabe que odeio kms, e ainda odeio mais quando eles se transformam em milhas...). 
Eu não gosto de pensar nisso, nao quero pensar nisso.  Fico doente dos nervos! Falham-me as forças!

Por causa das coisas, acho que é melhor trazeres-me isto: 2 ou 3, que 1 nao é suficiente! Fazemos uma troca por troca? Parece-te bem? A mim parece-me justo...


Porque é mesmo isto...

Tanto para escrever, tanto coisa para contar... e nada me sai! Fico-me com esta:

Sim, ainda estou de sorriso "idiota"... acordei com o tal sorriso e espero deitar-me ao som de gargalhadas! Porque "it´s friday, and friday I´m in love"!! 

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

E estou assim...*




* def. "assim": de sorrisinho na cara, vai para 5 horas! Se agora me desse para cantar seria "you make feel like a natural woman" ou então o "everything" do M. Buble!! E em alto e bom som, para o Mundo ouvir! Hoje estou assim...amanha logo se vê! (é incrivel o "poder" e o efeito de uma simples sms na vida de uma mulher! Revitaliza corpo e mente... qual Red Bull quê!).