quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Dia de reis...

Dispenso o ouro, o incenso e a mirra. Venha a mim a fatia do bolo rei. A fatia de bolo rei e mais o que vier. Desde que seja bom... venha a mim. E se eu fosse poeta e tontinha diría "e que a estrela polar te guie até mim", mas como não sou e o céu até está bastante nublado... remeto-me ao silêncio. sim, o silêncio... o tal que é f#did# quando não se sabe lidar com ele. mas a experiência já é alguma, por isso... ;)

1 comentário:

  1. Nunca gramei bolo rei... mas fresco, ainda quentinho é divinal.

    ResponderEliminar