quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

"The Impossible"

O "the Impossible" podia ser mais um desses filmes baseados em catástrofres e duras realidades. Podia explorar até à exaustão todo o drama daquela manhã de Dezembro através de imagens de corpos amontoados e arrastados pela água ou através de gritos de terror de quem sobreviveu. Mas não. Não é um filme sobre morte e destruição, é um filme sobre sobrevivência e humanidade. Podia ser um filme dramático, gratuitamente dramático... mas não é. Podia ser um filme lamechas, gratuitamente lamechas... mas não é. (no entanto, se forem ver ao cinema usem máscara à prova de água e tenham um pacote de lenços preparados... é inevitável que caia uma lágrima, principalmente nos momentos mais felizes).  
É um filme forte, como uma mensagem muito simples: fecha os olhos e pensa em algo bom.
É um filme que eu vou guardar na memória e na estante.

E a Naomi Watts tem uma interpretação excelente. Encarnar uma personagem assim já não deve ser fácil, mas a forma como ela nos leva a crer que aquilo está mesmo a acontecer ali e naquele momento... é fabulosa. 





1 comentário:

  1. Podia ter sido eu a escrever isto. Senti o mesmo quando vi o filme. Gostei!

    ResponderEliminar